Torn Memories de Nanjing ~ Teaser

Photobucket

Documentário dirigido por Tamaki Matsuoka que estreou no Festival Internacinal de Cine de Hong Kong e que nos conta, com palavras de vítimas e de carrascos, como foi o massacre de Nanking

Por vários anos a ativista japonesa Tamaki Matsuoka tentou terminar, através de exposições fotográficas e livros, com a negação do massacre de civis em Nanjing durante a Segunda Guerra Mundial. Agora a aposentada professora diz que tem provas irrefutáveis  sobre as atrocidades: veteranos japoneses admitindo diante da câmera que forçaram mulheres chinesas e fuzilaram refugiados com metralhadoras.

Matsuoka estava irrita por como a história foi contada em textos escolares, que “lavaram” os crimes cometidos pelo Exército Imperial japonês durante a Segunda Guerra Mundial. Seu documentário, que debuta pela primeira vez fora do Japão no Festival de Cine de Hong Kong, tenta corrigir isso.

Ela não é uma cineasta profissional, mas “Torn Memories of Nanjing” entra em terra virgens com entrevistas tanto com os agressores como as vítimas; mulheres de avançada idade que com lágrimas lembra detalhes de como foram estupradas quando eram crianças; e um veterano do exército japonês que admite ter desfrutado com o assalto sexual.

Os ex soldados até descrevem como era sua rotina: seguravam as vítimas entre vários, checavam suas partes íntimas na procura de doenças de transmissão sexual e sorteavam entre eles quem iria primeiro. Muitos poucos veteranos mostraram remorsos. De 250 ex combatentes entrevistados, só três expressaram arrependimento por suas ações, disse Matsuoka.

As percepções da China e Japão sobre esta guerra são totalmente diferentes. É por isso que o documentário é chamado de ‘Memórias quebradas de Nanjing’. Minha missão é ajudar mais japoneses a aprender os fatos“, disse Matsuoka à agência AP em Hong Kong.

As tropas japonesas começaram seu ataque em dezembro de 1937, conhecido em ocidente como “A violação de Nanking”, que muitos historiadores concordaram que terminou com o assassinato de umas 150 mil pessoas e a violação de dezenas de milhares de mulheres de Nanjing, a capital do governo nacionalista chinês na época. Nanking é a antiga forma em que se conhecia a cidade que hoje se chama Nanjing.

Japão tem grupos marginais que negam que alguma atrocidade tenha ocurrido, afirmando que o suposto massacre é uma fabricação do governo comunista chinês. Mas este mesmo ano, um relatório escrito por historiadores de ambos países, apontarram que seus respectivos governos confirmaram que violações e um massacre aconteceram sim.

Matsuoka passou mais de uma década entrevistando centenas de vítimas chinesas e veteranos japoneses. Escreveu artigos jornalísticos, compilou as entrevistas em livros, apresentou exposições fotográficas mostrando as atrocidades e levou vítimas ao Japão. Para capitalizar anos de trabalho investidos em aproximar-se aos ex soldados, conseguiu persuadir alguns deles para falar diante de sua câmera.

Ela abraçou uma causa em ocasiões frustrante e impopular. Foi assediada por quem ainda nega as mortes. Aconteceram protestos em seus eventos e até apareciam na sua escola antes de aposentar-se da docência faz três anos. As manifestações cessaram, mas Matsuoka diz que ainda é cautelosa, movendo-se entre complexos habitacionais mais seguros e resguardando o material de suas entrevistas com amigos. “Mas nunca pensei em me render“, afirmou.

Se quiserem saber mais sobre “A Violação de Nanking” vejam esse filme no fórum.

Fonte|emol.com

Uma resposta to “Torn Memories de Nanjing ~ Teaser”

  1. Acabei de conhecer seu blog pesquisando por K-dramas. Adorei e já está nos meus favoritos. Virei visitar sempre😉
    =***

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: